28.10.12

o amor não acaba

 "O amor não acaba" dizia-me o velhinho do cachecol ao xadrez. "Por vezes até temos a sorte de ele se transformar numa grande amizade". Eu mantinha-me calma a olhar para aquelas rugas, não de velhice mas de vivências. A verdade é que eu não conseguia entender porque que ele achava que era um sortudo por ter como melhor amiga a mulher. Eu achava que ser uma sortuda era ter a minha melhor amigo, o meu melhor amigo e o meu amor, que seria tudo pessoas diferentes. Mas ele dizia-me que isso não era possível. "ohh minha querida, como me fazes rir! Eu também pensava assim, até que me mudaram o mundo".  Levantou-se do banco de jardim e, dando a mão à cara metade, desapareceu por entre o verde das folhas. 

13 comentários:

M. disse...

Não entendo bem o porquê, mas emocionei-me ! :)

M. disse...

Resp: O meu professor de Bioquímica diz que podemos usar os dois :o e agora? qual deles tem razão? ahahaha

M. disse...

O meu prof. não é de fiar ahahah
Erros ortográficos e científicos é com ele :S

A melhor cadeira que tenho este semestre. A junção de duas disciplinas que adoro ! :D

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

oh minha querida, acredita que isnpirar quem também tem o coração cheiinho de amor é um dos principais objectivos da minha escrita.

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

está tão lindo!

M. disse...

que lindo,lindo,lindo!
beijinhos querida**

Quase-Princesa disse...

Que texto bonito! É bem verdade, o amor não acaba e um dia, a tua cara-metade vai ser tudo: o teu melhor amigo, o teu conselheiro mas também o teu amor.

Rita disse...

Sabedoria. Quanto mais rugas, mais sabedoria :)
sigo-te, beijinho*

Janny disse...

velhinho sábio :)

Tinkie disse...

Pela parte que me toca, vale mesmo a pena ver. Penso que não te vais desiludir :)

Tanara Adriano disse...

acaba sim, quando não o é verdadeiramente querida *
lindo blogue!
linda vce *:

Anny Juba disse...

a seguir *

passa pelo meu depois :)

Joana disse...

que lindo. o nosso amor também deve de ser o nosso melhor amigo